Uma publicação da:

desde 1998

HORMÔNIOS

BIOIDÊNTICO NANOESTRUTURADO É SAÚDE

Ano VII | ® Editora Conceito, desde 1998 | ISSN 2359-4578 | Editora-chefe: Marta DePaula | Editor-científico: Dr. Luiz Alberto da Fonseca CRO-SP 43730 |  Jornalista: Cezar Brites Mtb 15732


O que esperar da musculação

Antônio Lara Filho      sexta-feira, 26 de julho de 2019

Compartilhe esta página com seus amigos

A busca desenfreada pelo corpo perfeito ou até mesmo pela melhora da condição física faz com que vários indivíduos procurem a musculação.

O fator cultural e a influência das redes sociais através do empirismo e da ação pela repetição e a dificuldade de identificar o que realmente deseja são alguns dos principais fatores que levam pessoas à procura de atividades físicas.

O profissional de educação física tem um papel muito importante:  alertar o aluno para o que ele busca e principalmente o porquê da busca. Estes são elementos que devem ser identificados pelo personal, que além de visualizar as deficiências, deve corrigi-las incentivando e buscando exemplificar, passando conhecimento e informação para o aluno.

A procura de mais profissionais ou não de acordo com o que o indivíduo quer, como: nutricionistas e até mesmo médicos qualificados é essencial para ajudar na melhoria da performance e qualidade de vida do indivíduo.

Após um ano de prática a mudança do aspecto corporal é notória, a maturação do aluno na modalidade tem que ser algo visível, não somente através do seu físico mas também de seus movimentos e de sua consciência corporal para a execução do mesmo.

Ao procurar uma academia o aluno precisa estar ciente que o primeiro momento será um período de adaptação. Os resultados não são imediatos, e a ansiedade deve ser controlada, pois o imediatismo acarreta efeitos negativos fazendo com que o aluno acabe pulando etapas importantes de aprendizagem impedindo o mesmo de ter os resultados tanto buscados.

A didática e metodologia são extremamente importantes para que o professor possa identificar o momento da progressão de cargas nos treinamentos e até mesmo a cobrança que será de acordo com os objetivos de cada um.

Importante ressaltar que treinamentos executados com cargas altas, mesmo no caso de alunos de maior vivência e preparo na modalidade, exigem também complementos para tais objetivos. 

Exemplificando:

Quando o aluno busca a hipertrofia muscular, deve comer e dormir corretamente para tal ou então esse ciclo será errôneo. No meu trabalho sempre digo que não subirei a carga se o aluno não come de forma correta de acordo com o seu objetivo, ou seja, as pessoas buscam algo mas nem sempre o fazem de forma correta, e devem ser alertadas que para a obtenção dos resultados, deverá ser cumprida uma série de fatores.

A motivação de cada indivíduo é diferente, portanto devemos respeitar e não persuadir este para objetivos distintos, mas sim esclarecer suas dúvidas e ajudar seja qual for a necessidade de cada um.

A musculação é a única modalidade na qual o objetivo primário é o ganho de massa muscular. 

Modalidades como CrossFit têm como objetivo primário a busca da melhora da performance e o treinamento funcional, busca primariamente a melhoria das valências físicas. Antes de procurar qualquer modalidade, devemos saber distingui-las e para que as estamos buscando.

Autor: Antônio Lara Filho, Personal Trainer. Graduado em Educação Física pela PUCRS. Professor Especialista em Movimento pela Wpós. Sócio Proprietário da Academia Strong Way Fitness


Publicidade

Comentários

Hormônios são os responsáveis pela regulação das atividades fisiológicas  e comportamentais como o sono, o humor, a digestão, o metabolismo, a respiração, a função tecidual, a percepção sensorial, a excreção, a lactação, o estresse, o crescimento, o desenvolvimento, o movimento e a reprodução.





É assim que os nossos HORMÔNIOS agem...

   A boca normalmente vem acompanhada de rins, pâncreas, fígado, coração, pulmões...e tudo o que for feito terá ação sistêmica.
O mesmo HORMÔNIO que lubrifica a articulação mandibular, lubrifica seu joelho! O mesmo HORMÔNIO que determina sua osseointegração no implante dentário, determina sua osteoporose e o mesmo HORMÔNIO que melhora a sua gengivite, melhora a qualidade do seu sono... Dose seus HORMÔNIOS!!

LEIA MAIS AQUI!

 


CÉREBRO




A boca não está separada do restante do corpo, e várias alterações sistêmicas influenciam diretamente na saúde bucal. Diabetes, inflamações, infecções, alterações hormonais etc- todas essas condições têm influência na saúde das gengivas e ossos. Infecções dentárias também podem se disseminar facilmente por várias partes do corpo. Um microorganismo da boca pode entrar na circulação sanguínea e provocar danos às artérias ou outras doenças.
Através de exames podemos identificar alterações que podem interferir nos resultados dos tratamentos realizados.

Leia mais aqui!