Maior Portal Sobre Hormônios
   Uma publicação da Editora Conceito

Ano VII | ® Editora Conceito, desde 1998 | ISSN 2359-4578 | Editora-chefe: Marta DePaula | Editor-científico: Dr. Luiz Alberto da Fonseca CRO-SP 43730 |  Jornalista: Cezar Brites Mtb 15732

Mitos & Verdades sobre TESTOSTERONA

Dr. Pedro Linares Garcia      terça-feira, 26 de novembro de 2019

Compartilhe esta página com seus amigos

Dr. Pedro Linares Garcia

1- Só o Homem tem o Hormônio Testosterona?

Mito! As mulheres apresentam, sim, testosterona livre no sangue, ainda que em quantidade quase trinta vezes menor que o homem. Apesar de ser conhecido como hormônio sexual masculino, ele também tem grande utilidade para o controle do desejo sexual feminino e do aumento da massa muscular das mulheres.

 

2- Disfunção Erétil tem a ver com a baixa do Hormônio Testosterona?

Verdade! Agora você tem uma boa desculpa para explicar o fiasco da noite passada!

Se por acaso falhou justo na hora H, pode não ser em função de ansiedade ou inexperiência, mas por causa da deficiência de testosterona no organismo.

Níveis baixos do hormônio podem fatalmente interferir no interesse sexual, transformando-se em falta de libido e, por fim, resultando na temida brochada.

Se for esse o seu caso, procure logo um profissional da saúde habilitado e experimente melhores performances na cama.

 

3- Queda do Hormônio Testosterona só ocorre depois dos 40?

Mito! Apesar de estudos científicos comprovarem a queda de mais ou menos 1% do nível de testosterona no corpo do homem a partir dos 40 anos – como se fosse uma espécie de “menopausa” – há inúmeros casos de jovens, aparentemente saudáveis, que apresentam baixa no hormônio. Níveis reduzidos de TST na rapaziada devem ser devidamente diagnosticados por um profissional da saúde habilitado, que identificará a causa e irá prescrever a dosagem adequada.

 

4- Injetar Testosterona sintética pode causar Câncer?

O uso da testosterona sintética injetada pode dar inumeráveis problemas pelos efeitos adversos entre eles o câncer devido que são medicamentos hormonais esteroidais anabolizantes diferentes aquela testosterona natural que o nosso corpo produz . Entre as fórmulas de testosterona sintéticas comerciais e injetáveis mais comumente usadas são a Durateston (possui na sua composição 4 tipos diferentes de testosterona sintética não natural), Winstrol, Deposteron e o Trambolona.

Além do câncer, estas fórmulas sintéticas comerciais não bioidénticas causam outros efeitos adversos nos homens como esterilidade pela diminuição da produção de espermatozoides, ginecomastia (crescimento das glândulas mamárias nos homens), aumento do colesterol ruim, aumento de acne e oleosidade da pele, diminuição do colesterol bom, problemas da próstata (câncer de próstata), aumento da pressão arterial, atrofia testicular, lesões hepáticas graves, nas mulheres causan aumento da pressão arterial, aumento da oleosidade da pele, problemas renais graves, retenção de líquido, comportamento agressivo, entrosamento da voz, crescimento de pelo no corpo e no rosto, calvície, diminuição das mamas, problemas de fertilidade e aumento do tamanho do clitóris. Também problemas hepatites, trombose, cistos y tumores malignos no fígado.

Ao contrário, o uso da testosterona bioidêntica ou Isomolecular, sem nome comercial tem demostrado incríveis benefícios para o nosso corpo já que são estruturalmente idêntica à testosterona natural. A testosterona bioidêntica é usada nas terapias atuais pela via transdêrmica entregando uma biodisponibilidade extraordinária ao longo do dia e sem os efeitos ou compromissos de congestão hepática que causam a via oral e injetável.

Comentários

Pilares da Saúde