Uma publicação da:

desde 1998

Ano VII | ® Editora Conceito, desde 1998 | ISSN 2359-4578 | Editora-chefe: Marta DePaula | Editor-científico: Dr. Luiz Alberto da Fonseca CRO-SP 43730 |  Jornalista: Cezar Brites Mtb 15732



Melatonina, vale a pena tomar esse hormônio para regular o seu sono?

Dr. Marcelo Leão      domingo, 4 de agosto de 2019

Compartilhe esta página com seus amigos

Mais da metade dos brasileiros têm problemas para dormir. E uma "onda" recente é recorrer à melatonina sintética para dormir melhor. Mas será que isso é recomendado?⠀

A melatonina é produzida naturalmente por uma glândula do nosso cérebro chamada pineal, e é responsável pela indução ao sono. Normalmente nosso corpo produz quantidades suficientes desse hormônio. Porém, nos dias atuais é comum que esse processo seja inibido por alterações emocionais que aumentam o estado de alerta, como ansiedade, estresse, e preocupações excessivas. Nesses casos, a glândula está em perfeitas condições, mas sua função é inibida por esses fatores, cujo tratamento deve ser priorizado.⠀

Em outros casos, a produção pode estar desregulada por alterações no ciclo circadiano, comuns entre pessoas que trabalham à noite ou não têm regularidade de horário para dormir. Idosos também podem ter uma redução na melatonina devido à atrofia da glândula pineal que ocorre com o envelhecimento.⠀

A suplementação de melatonina deve ser feita apenas sob orientação médica. Na maioria dos casos, principalmente entre os jovens, o uso por longos períodos é desaconselhado. O indicado é focar nas causas dos distúrbios de sono. Não existem até o momento estudos que comprovem a segurança e eficácia dessa suplementação no longo prazo, bem como suas implicações sobre a produção do hormônio pela glândula pineal.⠀

Se você está pensando em iniciar o uso da melatonina para dormir melhor, consulte antes um médico especialista em sono. Ele poderá indicar ou contra-indicar e recomendar a dose e o período ideal de uso. Muitas vezes, o motivo da insônia pode ser descoberto em uma avaliação e tratado evitando-se assim o uso desnecessário da melatonina ou outro medicamento.

 


Publicidade


Dormir bem é ter qualidade de vida!

Você que possui problemas nas costas, indisposição, insônia, má circulação, inchaço, conheça o nosso produto e reconquiste a sua saúde e bem estar!

Comentários







Parceiros do Jornal




Busque por #Hashtags


Dose seus hormônios

Segundo a ciência, os desruptores endócrinos podem provocar estragos diversos no organismo, que vão de obesidade a câncer, passando por distúrbios na tireoide.
A ciência está descobrindo que produtos do nosso cotidiano, como esmaltes, televisão e até água encanada, escondem substâncias capazes de alterar o funcionamento do nosso corpo.
Você sabia que os desruptores endócrinos são compostos artificiais ou naturais que interferem na ação dos nossos hormônios e nos expõem a doenças? Hoje, há suspeitas sobre mais de 800 misturas químicas. “Elas estão na indústria e na agricultura e entram no corpo pela ingestão de água, de alimentos e pela respiração”, diz a química Débora Santos, da Universidade Federal de Pernambuco. Essa também é uma boa razão pela qual você deve dosar seus hormônios.

#protocolobotelho

#avidasemmedicamentos