Maior Portal Sobre Hormônios
   Uma publicação da Editora Conceito

Ano VII | ® Editora Conceito, desde 1998 | ISSN 2359-4578 | Editora-chefe: Marta DePaula | Editor-científico: Dr. Luiz Alberto da Fonseca CRO-SP 43730 |  Jornalista: Cezar Brites Mtb 15732

Fatores de indução de formação óssea

@hormonio_odonto      sexta-feira, 13 de setembro de 2019

Compartilhe esta página com seus amigos

hormonio_odonto 

Metabolismo Ósseo e Odontologia
Diversas especialidades da Odontologia necessitam do metabolismo ósseo saudável para a manutenção da saúde e o reestabelecimento das condições de normalidade óssea após os tratamentos realizados. Por exemplo, a endodontia necessita da correta formação óssea para reparar a lesão periapical, a implantodontia requer a mineralizacao equilibrada para o sucesso da ósseo integração, a ortodontia se utiliza por meio da pressão - tração para realizar os movimentos dentais pelas bases ósseas, e tantos outros exemplos. A remodelação óssea ocorre por meio de dois processos:
reabsorção óssea e formação óssea, respectivamente pelos osteoclastos e osteoblastos.
Na reabsorção os osteoclastos produzem enzimas que dissolvem a estrutura do isso, resultando produtos dessa degradação que são liberados para fora da célula e excretados pela urina. Esses produtos podem ser medidos determinando a taxa de reabsorção óssea. A formação óssea pode ser medida pela intensidade do processo de mineralização.
Alguns marcadores bioquímicos nos ajudam a mensurar a ocorrência de cada um desses dois processos.
Na reabsorção encontramos os seguintes marcadores:
N-Telopeptideo (NTx)
Desoxipiridina (DPYD) e Piridolina (PTD)

Na formação óssea podemos analisar os seguintes marcadores:
Fosfatase Alcalina -especifica óssea (enzima envolvida na mineralizacao)
Osteocalcina - marcador específico da atividade osteoblastica.
#formacaoossea #hormonionaodontologia #hormonioterapia #odonto #odontologiaintegrativa #saudeoral #implantes #cirurgiaodentista #cirurgias #ossos #inducaoossea

 

Comentários

Pilares da Saúde