Maior Portal Sobre Saúde Hormonal
   
Editora Conceito 22 anos transformando vidas!

Ano IX | ® Editora Conceito, desde 1998 | ISSN 2359-4578 | Editora-chefe: Marta DePaula | Editor-científico: Dr. Luiz Alberto da Fonseca CRO-SP 43730 |  Jornalista: Cezar Brites Mtb 15732

É por Isso que Você Não Resiste às Comidas Cheias de Carboidrato e Gordura

Dr. Rondó      sábado, 12 de outubro de 2019

Compartilhe esta página com seus amigos

Alimentar-se corretamente é um hábito que deve ser cultivado. Quando se torna algo natural para você, é bem mais fácil resistir aos junk foods que existem por aí. E é aí que vem a questão: por que esses alimentos cheios de carboidratos e gorduras ruins parecem tão bons aos nossos paladares?

Isso é algo que todos que lutam por mudar seus hábitos alimentares já se perguntaram. Os cientistas do Instituto Max Planck, da Alemanha, têm uma explicação. E ela está não no seu estômago, nem na sua língua, mas no seu cérebro!

Pare e pense um pouco comigo… O que todos esses alimentos ruins têm em comum? O que liga batatas fritas, bolos cheios de glacê e barras de doces açucarados? A resposta é clara: todos estão cheios, ao mesmo tempo, de gorduras ruins e açúcar.

Por uma questão evolutiva, tanto carboidratos quanto gorduras estimulam no nosso cérebro o estímulo da recompensa. Isso foi muito útil para nossos antepassados sobreviverem na natureza, pois fazia com que comessem mesmo sem fome e acumulassem calorias. É que, para o cérebro, a recompensa é mais forte que a saciedade.

Só que hoje, ao contrário da idade da pedra, o que temos? Abundância de alimentos – e alimentos ruins. Acabamos, então, comendo demais, engordando e enfrentando as doenças crônicas.

Muita gordura e carboidrato juntos? Só hoje em dia!

Além disso, tem um fator que explica totalmente o que estamos passando hoje. Na natureza, praticamente não existem alimentos que tem, ao mesmo tempo, muito carboidrato ou muita proteína. É uma coisa ou outra.

Nozes, ovos, e carne, por exemplo, têm gorduras, proteínas e poucos carboidratos. Batatas e outras leguminosas têm predominância de carboidratos, mas sem gordura.

O grande problema é que os alimentos ultraprocessados juntam os dois: batatinhas fritas, além do carboidrato, estão cheias de gordura vegetal hidrogenada. O mesmo acontece com chocolate ao leite e outras guloseimas.

Quando você consome excesso de gorduras ruins e carboidratos ao mesmo tempo, imagine só como seu cérebro interpreta a recompensa… É isso mesmo: a intensidade é fortíssima e você quer cada vez mais.

É por isso que você deve dar um basta em alimentos ultraprocessados e refinados. A principal dica é valorizar mais as gorduras naturais boas, metabolizar em cima delas, e deixar os carboidratos de lado. Essa é a alimentação para uma Supersaúde, que mais uma vez é comprovada pela ciência. Agora, mude sua atitude e viva melhor!

 

Referências bibliográficas:

  • Supra-Additive Effects of Combining Fat and Carbohydrate on Food Reward. Cell Metabolism. 14 June 2018.
  • Geriatrics, December 12, 1989;44(12):87-90
  • Scientific American, January, 1996;46-52.
  • Science, July 5, 1996;273:59-63
  • Proc Natl Acad Sci U S A. 2001 Sep 11;98(19):10630-5.
  • American Journal of Clinical Nutrition July 2007: 86(1); 7-13
  • Aging May 14, 2014
  • E-Book – Jejum Prolongado.
  • www.drrondo.com/dieta-cetogenica-x-dieta-atkins-qual-melhor/
  • www.drrondo.com/dieta-cetogenica-o-que-e-como-funciona/   

Comentários

Conheça os Hormônios


O que são Hormônios?

segunda-feira, 30 de março de 2020

Hormônios e a inflamação

domingo, 30 de junho de 2019

Testosterona

domingo, 30 de junho de 2019

Progesterona

domingo, 30 de junho de 2019

Estradiol

domingo, 30 de junho de 2019

Colecalciferol - Vitamina D

domingo, 30 de junho de 2019

Hormônio Ocitocina

domingo, 30 de junho de 2019

Hormônios e a dor

domingo, 30 de junho de 2019

Hormônios e o câncer

domingo, 30 de junho de 2019