Uma publicação da:

desde 1998

Ano VII | ® Editora Conceito, desde 1998 | ISSN 2359-4578 | Editora-chefe: Marta DePaula | Editor-científico: Dr. Luiz Alberto da Fonseca CRO-SP 43730 |  Jornalista: Cezar Brites Mtb 15732



Colesterol, o grande vilão da saúde?

Dr. Luiz Alberto da Fonseca      terça-feira, 2 de julho de 2019

Compartilhe esta página com seus amigos
Há tempos ouvimos dizer que o colesterol é responsável por vários problemas de saúde, principalmente os relacionados a doenças coronarianas.
 
Será que isso é realmente culpa do colesterol? Colesterol é um álcool! 
 
Ele está presente em todas as membranas de nossas células. 
 
O colesterol é também o “pai” de várias substâncias primordiais à vida conhecidas como Hormônios. As Vitaminas A, D, E e K são sintetizadas a partir do colesterol, assim como os hormônios: cortisol, aldosterona, pregnenolona, progesterona, estrógenos, testosterona e derivados.
 
A produção do colesterol é em sua maior parte de origem endógena (cerca de 80%) o restante (20%) através do metabolismo de lipídios.
 
Por ser uma substância minimamente solúvel em água o colesterol precisa estar ligado a lipoproteínas para poder ser transportado pelo nosso sangue e assim atender a todas as nossas células.
 
A separação do colesterol nos exames de sangue é feita em HDL, LDL, VLDL.
 
O HDL é conhecido como o Bom Colesterol, responsável pela dissolução das placas de ateroma por exemplo. Já o LDL, conhecido como o Mau Colesterol, é tido como o responsável pela produção dessas mesmas placas.
 
Na verdade essas lipoproteínas não transportam apenas colesterol, elas transportam também triglicerídeos e ácidos graxos em geral.
 
Existe aqui um fundo de verdade, pois as LDLs são lipoproteínas de tamanho pequeno e podem ultrapassar a membrana das artérias. 
 
Quando essa LDL está transportando colesterol, que é um álcool, ele não é capaz de se depositar nas paredes das artérias, no entanto, se essas lipoproteínas estiverem transportando ácidos graxos não utilizados pelo fígado na síntese do colesterol, aí sim haverá deposito desses ácidos graxos assim como o cálcio em excesso.
 
Depois dessas colocações creio que nos resta compreender que o segredo da saúde está na busca de uma alimentação equilibrada e livre de alimentos que nos causam inflamações como carboidratos simples processados.
 
Uma boa alimentação depende de um equilíbrio entre os macro e micronutrientes sem excesso ou faltas. 
 
Precisamos de gorduras, carboidratos, vitaminas e sais minerais, mas nada em excesso nos leva a homeostase.
 

Autor: Dr. Luiz Alberto da Fonseca, Cirurgião-Dentista, Especialista em Implantodontia. CROSP 43730

 

Comentários







Parceiros do Jornal




Busque por #Hashtags


Dose seus hormônios

Segundo a ciência, os desruptores endócrinos podem provocar estragos diversos no organismo, que vão de obesidade a câncer, passando por distúrbios na tireoide.
A ciência está descobrindo que produtos do nosso cotidiano, como esmaltes, televisão e até água encanada, escondem substâncias capazes de alterar o funcionamento do nosso corpo.
Você sabia que os desruptores endócrinos são compostos artificiais ou naturais que interferem na ação dos nossos hormônios e nos expõem a doenças? Hoje, há suspeitas sobre mais de 800 misturas químicas. “Elas estão na indústria e na agricultura e entram no corpo pela ingestão de água, de alimentos e pela respiração”, diz a química Débora Santos, da Universidade Federal de Pernambuco. Essa também é uma boa razão pela qual você deve dosar seus hormônios.

#protocolobotelho

#avidasemmedicamentos